terça-feira, 26 de julho de 2016

VÍDEO DE PADRONIZAÇÃO DE NAGE NO KATA





Está disponível na Seção  DOWNLOADS, o vídeo que servirá para padronização do NAGE NO KATA, a ser apresentado nos exames práticos do Curso de Faixa Preta 2016.

Qualquer dúvida, deverá ser sanada pelo Prof. Wagner Andrade, instrutor da matéria no curso.





ATENÇÃO ATLETAS



O Coordenador da Seleções da FPJU, Prof. Bruno Amorim, informa aos atletas da Seleção Pernambucana de Judô, que neste sábado, dia 30 de julho de 2016, haverá treinamento para as equipes SUB 13 e SUB 15.

Início dos treinamentos: 08h30min

Local: Dojô da Sede da FPJU

OBS.: Será realizado a conferência de peso de todos os atletas.











segunda-feira, 25 de julho de 2016

CFPGS 2016



9ª AULA


MATÉRIA: Nague No Kata

INSTRUTOR: Wagner Andrade - 3º Dan

DATA:  31 de julho de 2016 (domingo)

HORÁRIO: 08h00min às 12h00min

TRAJE: Judogui Branco

LOCAL: Dojô da Sede da FPJU




domingo, 17 de julho de 2016

FIM DE SEMANA FPJU




O Judô pernambucano à plenos vapores neste final de semana!

Tudo começou no sábado (16/07) na acolhedora cidade de Caruaru, que sediou a 2ª ETAPA DO CAMPEONATO PERNAMBUCANO DE JUDÔ 2016. Evento máximo do calendário do Judô em nosso estado, que nesta etapa contou com 440 (quatrocentos e quarenta) competidores oriúndos do litoral ao sertão de Pernambuco, que, etapa por etapa, lutam bravamente pelo tão desejado título de campeão estadual.



No mesmo dia, atendendo ao convite da RedeTV! a nossa equipe, tendo à frente os Prof. Wagner Andrade e Maria de Fátima e liderada pelo Vice-presidente da FPJU, Prof. Célio Rosendo, iniciou a realização do evento "Em Busca do Ouro", que apresentou o melhor do esporte brasileiro para três capitais do país: São Paulo, Recife e Rio de Janeiro. Integrando cultura e esporte, levou a locais públicos, clínicas esportivas, ambientadas de acordo com várias modalidades olímpicas e que ofereceram aos visitantes interatividade por meio de exposições, aulas demonstrativas, atividades práticas e vídeos informativos. 



No domingo (17/07), enquanto o evento "Em Busca do Ouro", acontecia no bairro do Recife Antigo, em nossa Sede estava sendo ministrada pelo Prof. Otacílio José, a 8ª aula (Nague Waza) da edição 2016 do Curso de Faixa Preta e Graus Superiores da FPJU. 



E ainda, no Centro de Esporte Lazer e Cultura Alberto Santos Dumont, no bairro de Boa Viagem, também neste domingo (17/07), nossa equipe estava realizando os 64° JOGOS UNIVERSITÁRIOS DE PERNAMBUCO, evento esportivo acadêmico mais importante desta temporada, que contou com atletas alunos de universidades e faculdades da capital e do interior do estado.



Com tantos eventos simultâneos realizados com sucesso pelas nossas equipes, a Família FPJU provou que, com a união em prol do coletivo e do bem comum, todos nós juntos e com o mesmo ideal, somos infinitamente mais fortes.

Muito obrigado à todos que, em todos os eventos deste final de semana, desempenharam com tanto brilhantismo as suas atividades. Sem vocês, não conseguiríamos realizar tão grande feito.






terça-feira, 5 de julho de 2016

A FPJU NO BRASIL E NO MUNDO




A Família FPJU sempre brilhando e encantando nos tatames do Brasil e do mundo.



Neste final de semana, a nossa atleta HANNA NASCIMENTO, foi além das fronteiras e conquistou o 1º Lugar no CAMPEONATO SUL-AMERICANO SUB 18 e o 2º Lugar no CAMPEONATO PAN-AMERICANO JUVENIL (SUB 18), ambos realizados na cidade de Córdoba, na Argentina.



E em terras brasileiras, durante a realização da 12ª edição da COPA MINAS TÊNIS CLUBE, nosso atleta LEONARDO SANT'ANA conquistou o 1º Lugar da categoria Sub 18 Masculino Pesado (+ 90 Kg) e nosso atleta FELIPE LOPES conquistou o  3º Lugar da categoria Sub 15 Masculino Pesado (+ 64 Kg).

Parabéns aos nossos queridos judocas!  






domingo, 26 de junho de 2016

TEXTO PARA REFLEXÃO




"Quando a exigência esportiva dos pais prejudica o resultado dos filhos"


O pilar mais forte da estrutura de desenvolvimento de uma criança em qualquer esporte não é o professor ou o método, mas sim a influência que esta criança recebe em casa, dos pais e da família de um modo geral. Por melhor que seja o professor, é quase impossível manter motivada uma criança que entra numa atmosfera negativa assim que sai de um treino ou de uma competição.

Um dos problemas mais comuns que tenho observado, é o de pais que muitas vezes são muito ansiosos pelos resultados esportivos de seus filhos. Mais até do que os próprios filhos. Não conseguem segurar a frustração de verem-nos derrotados em uma competição, ou estão sempre de olho no desempenho dos treinos, muitas vezes atuando de fora do tatame como um “segundo técnico”. Este tipo de pai está sempre acompanhando a criança e geralmente até aprende todas as regras do esporte. Não que isso seja ruim, isso é ótimo, mas com limites. E o limite é justamente quando isso se torna uma pressão adicional sobre o aluno.

Nem sempre se trata de um sonho frustrado do pai. Às vezes é apenas a vontade de ver o filho bem-sucedido no esporte, um campeão… talvez um futuro atleta olímpico. 

Quem não deseja o melhor para os filhos não é mesmo? Acontece que a pior forma de conseguir um resultado desses é com pressão desnecessária. O pior mesmo é que as vezes esta pressão começa muito cedo.

Hoje em dia temos competições de judô da categoria mirim e infantil, onde competem crianças de 5 a 10 anos. Várias vezes em que arbitrei nestas competições fiquei muito triste ao ver pais na beirada do tatame esbravejando, desrespeitando os árbitros e brigando com filhos que perderam. Isso é no mínimo, ridículo. Uma péssima influência e uma pressão psicológica insuportável para uma criança dessa idade. Se isso gera algum resultado, são os piores possíveis. Aumento da ansiedade nas próximas competições, desmotivação no treino e até perda de interesse pelo esporte são os reflexos mais comuns. Mas, em casos mais específicos, por exemplo, para crianças que competem regularmente no alto nível, a exigência de rendimento dos pais pode resultar em quadros depressivos.

Como professores, é importante sabermos o momento de intervir quando pais e familiares apresentam este comportamento com os filhos. Precisamos saber o momento pois nem sempre a primeira vez que um pai pressiona o filho é um sinal de que ele sempre impõe uma exigência de resultado. Percebo que muitos destes pais não compreendem o real significado do judô e o quanto ele vai além da competição para beneficiar a criança de um modo geral. Um dia desses uma avó de um aluno (vejam que nem sempre são os pais diretamente) me abordou no fim durante uma competição e disse, na frente do próprio: “Nossa, o Fulaninho é muito mole lutando né, ele já treina faz tantos meses, porque será que ele não luta melhor?”. Na hora, vem aquela vontade de dar uma bronca na avó. Mas isso com certeza traria um atrito desnecessário se a “bronca” fosse mal interpretada. 

Precisamos perceber que do lado de quem é leigo, o pensamento é mais ou menos o seguinte: “O judô é uma luta, meu filho não está conseguindo lutar, então meu filho não se deu bem com o judô.” Neste caso a avó não percebeu que o Fulaninho era um menino muito tímido quando entrou no judô, mas hoje, depois de alguns meses, já está muito mais extrovertido, interage e se diverte muito mais, mas na hora do randori, ainda continua um pouco tímido. É só uma questão de tempo para que ele evolua neste aspecto também.

Por outro lado, se o pai tem uma tendência de pressionar de forma mais agressiva ou frequente, é bom ter uma conversa com ele, a sós, longe da criança e explicar de uma forma moderada como isso atrapalha o próprio desenvolvimento desta no esporte. Diga a este pai que a competição é uma parte pequena do judô e mostre com argumentos como seu filho já teve tais e tais evoluções em outras áreas. Claro que nenhum professor quer ter essa conversa, mas se for necessário, tenha. Não deixe passar e virar algo que traga problemas maiores depois.

A melhor forma de não ter esta conversa é sempre deixar claro para os pais e alunos, durante os treinos ou fora deles, quais são os principais valores do esporte. Sempre tenha conversas aos fins de treino com as crianças para que os pais de fora ouçam e aprendam sobre tudo isso.

Se você é pai de um judoquinha e está lendo este post, gostaria de deixar algumas dicas sobre como se comportar a respeito:

  • Jamais crie climas de rivalidade. Não aconselhe o técnico sobre como dar aulas ou como treinar seu filho;
  • Se o técnico orientou seu filho sobre como lutar em tal competição, não “passe por cima” orientando de outra forma;
  • Jamais faça comentários depreciativos contra técnicos, árbitros ou outros atletas na frente da criança;
  • Permaneça na área de espectadores durante a competição;
  • Tome cuidado com críticas e comportamentos negativos quando a criança perder uma competição ou tiver um mau desempenho;

É preciso entender muito bem este último para pôr em prática. Não quer dizer que você deva sempre premiar a criança quando ela perder, dizer que está tudo bem, porque no fundo ela sabe que não está. 

Aliás é bom permitir que ela sinta e assimile a derrota por um tempo, mas sozinha. Ela não precisa que você também sinta o mesmo mal. O que é essencial neste último tópico é que, depois de um mau desempenho, é importante estar ali presente para qualquer coisa, oferecer o ombro, dar uma palavra de apoio e incentivo e ver o desenrolar da coisa. 

Procurar ser sempre o mais positivo nessa hora, e tomar cuidado para que a linguagem corporal não diga o contrário do que você está querendo dizer. A melhor forma de ter este comportamento é entender de verdade o quanto o judô é completo para a formação do seu filho. Assim você vai ver que o incentivo vale muito mais que a sua cobrança e que mesmo que ele não consiga ser um campeão olímpico, trilhando este caminho, ele será um campeão na vida.


FONTE: http://ojudoca.com.br/2016/02/01/quando-a-exigencia-prejudica-filhos/











domingo, 19 de junho de 2016

57º JOGOS ESCOLARES DE PERNAMBUCO (FASE ESTADUAL)




Neste sábado (18/06), aconteceu a Fase Estadual dos 57º JOGOS ESCOLARES DE PERNAMBUCO, promovida pela Gerência de Esporte Educacional da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, através da Federação Pernambucana de Judô, com o apoio do Colégio Motivo - Unidade Boa Viagem.


Esta etapa, reuniu mais de 260 atletas classificados nas fases regionais que foram realizadas nas Gerências Regionais de Educação de todo o estado.
  

A FPJU agradece a presença de todos, atletas, técnicos e familiares, que vieram da capital e do interior do estado, nas caravanas que animaram fizeram deste evento, uma festa muito mais bonita.


Agradecemos também à direção do Colégio Motivo - Unidade Boa Viagem que gentilmente nos disponibilizou seu ginásio de esportes para a realização deste evento.

Muito obrigado a todos! 




sábado, 18 de junho de 2016

VISITA DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS À FPJU




Ontem (17/06), a nossa Sede recebeu a visita ilustre do Exmo. Sr. Luiz Henrique Lira, Secretário Municipal de Esportes,  do Exmo. Sr. Warlindo Carneiro, Secretário Executivo Municipal de Esportes e do Exmo. Sr. George Braga, antigo Secretário de Esportes de Pernambuco, que foram recebidos pelo Presidente da FPJU e por alguns dirigentes de associações que atendem aos projetos sociais da Região Metropolitana do Recife.


Em suas locuções, os secretários discorreram sobre o notável avanço do Judô em Pernambuco nos últimos anos e interagiram com os presentes sobre os problemas do esporte em nosso estado. Deixando claro para todos os presentes, que estavam encantados com a organização e o atual sistema administrativo implantado em nossa Federação, não poupando inclusive elogios a nossa Sede, que melhora ano a ano.



Além disso, saudaram o nosso Presidente, o Prof. Jaciano Delmiro, e toda a sua equipe, citando-o como exemplo de gestor do esporte e enaltecendo a sua vitoriosa conduta na administração da FPJU ante às inúmeras dificuldades que enfrenta.










sábado, 11 de junho de 2016

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OS PROGRAMAS BOLSA ATLETA E TIME PE





A Federação Pernambucana de Judô informa aos seus federados que estão abertas as inscrições para os programas BOLSA ATLETA e TIME PERNAMBUCO da Secretaria Executiva de Esportes e Lazer de Pernambuco, edição 2016/2017.


Cronograma:


PROGRAMA

(clique no programa para obter o edital)
ÚLTIMO DIA PARA SOLICITAÇÃO DE DECLARAÇÕES À FPJU
ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES DA SECRETARIA EXECUTIVA


24/06/2016
30/06/2016


08/07/2016
13/07/2016

OBS.: Visando a celeridade e a fidelidade das informações prestadas, só serão aceitos os requerimentos enviados à FPJU até as 17h00min do último dia previsto para solicitação das declarações.

  

Seguindo os moldes das edições anteriores, as solicitações das declarações deverão ser feitas através do e-mail: fpejudo@gmail.com.


Maiores informações sobre a solicitação das declarações poderão ser obtidas na Sede da FPJU, ou pelo telefone (81) 3227-6432.






domingo, 5 de junho de 2016

CAMPEONATO BRASILEIRO SUB 21 2016



A Família FPJU marcou presença mais uma vez nos pódios nacionais, neste final de semana durante a edição 2016 do CAMPEONATO BRASILEIRO SUB 21, que aconteceu na cidade de Lauro de Freitas, BA.


A atleta Emanuela Barbosa (+ 63kg), conquistou o 2° Lugar e os atletas Pedro Braga (- 60kg) e Yasmim Santana (+ 57) o 3° Lugar. Estas colocações, garantiram a equipe pernambucana como a melhor do norte-nordeste desta temporada. As atletas Amanda Lima e Elizabete Gadelha terminaram a competição em 5º Lugar.



Parabéns aos atletas pelo empenho e dedicação!